Começa hoje o transporte de água para Mangualde

Considerando a seca extrema e os níveis críticos da barragem de Fagilde, e de forma a garantir o normal fornecimento de água à população do concelho, a Câmara Municipal de Mangualde vai começar a transportar, a partir de hoje, água para consumo humano com recurso a camiões cisternas. Duzentos e cinquenta mil euros estão já disponíveis do orçamento municipal para o transporte de água em camiões cisternas bem como a logística necessária para o seu transporte.

Transporte de água

 “ÁGUA À POPULAÇÃO NÃO FALTARÁ!” GARANTE O AUTARCA JOÃO AZEVEDO

Para o edil João Azevedo “esta operação resulta de uma ação concertada entre os municípios de Mangualde, Viseu, Nelas e Penalva do Castelo que visa acima de tudo garantir o fornecimento de água às populações, um serviço público essencial à vida das pessoas.” Acrescentando, “temos vindo a acompanhar esta situação, mas a falta de chuva obriga-nos a atuar no imediato para evitar o colapso do sistema de abastecimento. Assim, o transporte de água para Mangualde começa já hoje, libertando assim alguma pressão da barragem de Fagilde para garantir que se prolongue o abastecimento de água a Mangualde, Viseu, Nelas e parte de Penalva do Castelo.”

 O Presidente da Câmara Municipal de Mangualde conclui “acautelámos o abastecimento de água à população do concelho de Mangualde para o pior dos cenários. Estamos ainda a estudar outras alternativas de uso de água para consumo humano. Esta operação pode vir a custar à autarquia cerca de 30.000 euros por dia podendo colocar em causa o equilíbrio orçamental do município, mas água à população não faltará!”

 O MUNICÍPIO DE MANGUALDE APELA À POPULAÇÃO PARA CONSUMOS MODERADOS DE ÁGUA DA REDE PÚBLICA E À SUA POUPANÇA. 

 

A partir de Outubro vamos pagar menos pela água.

A Autarquia de Mangualde aprovou, a proposta de novos tarifários de águas para o concelho de Mangualde que contempla um modelo progressivo do preço da água em função do consumo, fixando preços para cada escalão. Os novos tarifários enquadram-se nas normas e recomendações da ERSAR, normalizando assim tarifários e serviços municipais de água. A proposta inclui os serviços de abastecimento de água, de saneamento de águas residuais e de gestão de resíduos urbanos.

Preço da água vai baixar

Preço da água vai baixar

 Para o edil mangualdense, João Azevedo, “a nova proposta de tarifários de água foi trabalhada com o objetivo, se possível, de reduzir o preço da água para as pessoas e esse trabalho foi conseguido.” O autarca considera que “os mangualdenses vão sentir, a partir de outubro, uma redução da fatura da água, que em alguns casos pode ser significativa.” Acrescentando, “fizemo-lo sem colocar em causa a sustentabilidade e eficiência do serviço e seguindo as recomendações da Entidade Reguladora.”

Como está a água que bebemos?

ruaFoto: Jornal Rua Direita

Segundo reportagem do jornal que podem ler aqui: “Cabe ao Instituto da Água a observância sobre a qualidade da água consumida. Mais, O INAG,I.P. é a Autoridade Nacional da Água, que tem por missão propor, acompanhar e assegurar a execução da política nacional no domínio dos recursos hídricos de forma a assegurar a sua gestão sustentável, bem como garantir a efectiva aplicação da Lei da Água.

Diz ainda o Jornal que:  “A Barragem de Fagilde, a maior ETA do Concelho de Viseu, é propriedade dos Municípios de Viseu (70%), Mangualde (11,5%), Nelas (15,5%) e Penalva do Castelo (3%), estando a sua gestão e exploração a cargo dos Serviços Municipalizados de Viseu (SMAS).”