O “miúdo” que descobriu o erro na bíblia da austeridade

“Herndon deixa escapar que “a austeridade não é o caminho para crescer”. Opinião distinta da de Vítor Gaspar que, quarta-feira, no lançamento da edição portuguesa de “Desta Vez é Diferente”, afirmou que “a detecção dos erros não põe em causa a importância da tese dos efeitos do endividamento excessivo”.

Confrontado com esta resposta do ministro, Herndon apenas afirma que “a austeridade e o corte da despesa pública são contraproducentes”….

http://economico.sapo.pt/noticias/o-miudo-que-descobriu-o-erro-na-biblia-da-austeridade_169445.html

O TEMPO

Previsão para sábado, 18.maio.2013

INSTITUTO PORTUGUÊS DO MAR E DA ATMOSFERA

Períodos de céu muito nublado.
Aguaceiros, em especial durante a tarde e nas regiões Norte e Centro, que poderão ser de granizo, e de neve acima de 1200/1400 metros.
Condições favoráveis à ocorrência de trovoada nas regiões Norte e Centro.
Vento fraco a moderado (10 a 25 km/h) de noroeste, soprando moderado a forte (25 a 40 km/h) no litoral, em especial a sul do Cabo Mondego, e nas terras altas.
Pequena descida da temperatura mínima.

Dívida da autarquia de Mangualde – Mais um motivo para o apoio a João Azevedo

divida

Por muito que a rapaziada do PSD/PP tente escamotear as coisas… os números não mentem. A gestão do PSD na autarquia de Mangualde foi a responsável pelo endividamento da câmara que foi colocada em estado de quase falência. Ultrapassou os limites de endividamento, levando à redução de receitas. E com isto tudo não fez obra.

A Gestão de João Azevedo começou a reduzir a dívida, reduziu as despesas correntes, avançou com mecanismos de saneamento financeiro e ainda faz obra. Mangualde deixou de estar na lista das autarquias com execsso de endividamento. E sito em época de crise com a autarquia a receber o mesmo que recebia em 2005.

Portanto a escolha é simples. Queres o regresso dos responsáveis por esse estado à autarquia? Se sim vota na coligação PSD/PP. Se queres continuar a ajudar o desenvolvimento de Mangualde apoia João Azevedo e comparece no anúncio da sua recandidatura – dia 18 de Maio no pavilhão Municipal

 

O TEMPO

Previsão para 6ª feira, 17.maio.2013

INSTITUTO PORTUGUÊS DO MAR E DA ATMOSFERA

Céu geralmente muito nublado, com boas abertas a partir do início da manhã gradualmente de norte para sul.
Períodos de chuva, passando gradualmente a regime de aguaceiros, que poderão ser por vezes fortes e de granizo nas regiões Norte e Centro.
Condições favoráveis à ocorrência de trovoada nas regiões Norte e Centro, em especial durante a tarde.
Queda de neve acima dos 1000/1200 metros, subindo temporariamente a cota para os 1400 metros durante o dia.
Vento fraco a moderado (10 a 30 km/h) de sudoeste, soprando moderado a forte (30 a 45 km/h) com rajadas da ordem dos 65 km/h no litoral oeste a sul do cabo Mondego e nas terras altas, rodando gradualmente para noroeste a partir da manhã.

http://www.ipma.pt/pt/otempo/prev.descritiva/

Carta de Professores da Francisco de Holanda

Ex.mo Sr.

Encarregado de Educação:

 Tendo em conta a gravidade da situação do país e, muito em particular, da Escola Pública, dirigimo-nos, deste modo, aos Pais e Encarregados de Educação.

 Como é sabido, o Governo tem vindo a encetar uma série sucessiva de cortes nas funções do Estado e, em particular, na Escola Pública, visando, ao que dizem, equilibrar as contas públicas e diminuir a dívida do país.

 No entanto, como também é público, não só a dívida global do país tem aumentado como também o défice, pese embora o crescente empobrecimento de funcionários públicos e pensionistas, não dá sinais de estabilizar. Em grande parte, a subida da dívida e a manutenção do défice nos valores atuais deve-se a que as políticas de austeridade têm conduzido a um brutal aumento do desemprego, e consequentes encargos sociais, e à diminuição do consumo em geral, fazendo diminuir, ao mesmo tempo, os resultados das coletas de impostos, em virtude da diminuição acentuada da atividade económica.

  Continue reading