Jorge Coelho é uma das figuras de topo do Movimento pelo Interior

Nasceu um movimento com base em figuras de primeiro plano da vida civil  e política de defesa do interior. Autarcas, empresários e académicos apresentam dentro de seis meses caderno reivindicativo com seis medidas radicais para o Interior. Em Viseu, Movimento apresentou Jorge Coelho, Miguel Cadilhe e Pedro Lourtie como coordenadores para as políticas territoriais, fiscais e na área da Educação.

Para Jorge Coelho, ex-ministro das Obras Públicas e responsável pela área do território, “o país já gastou muito dinheiro em infraestruturas que lhe permite dar este salto” de mudança. Agora, referiu, é preciso “coragem”, a mesma com que o Movimento avançou, para “quem tem de decidir fazê-lo de uma vez por todas”.

Nomes como Álvaro Amaro, Rui Santos, presidente da Câmara Municipal de Vila Real e presidente dos Autarcas Socialistas, António Fontaínhas Fernandes, reitor da Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro e presidente do Conselho de Reitores das Universidades Portuguesas, Nuno Mangas, presidente do Instituto Politécnico de Leiria e presidente do Conselho Coordenador dos Institutos Politécnicos de Portugal, Fernando Nunes, empresário e presidente do Grupo Visabeira, Rui Nabeiro, empresário e fundador do Grupo Delta, e José Silva Peneda, ex-presidente do Conselho Económico e Social, fazem parte do movimento.

O movimento vai realizar conferências que irão culminar numa grande conferência nacional a realizar em junho de 2018 e onde serão apresentadas as seis medidas ao Governo e ao Presidente da República.

Bookmark the permalink.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

This blog is kept spam free by WP-SpamFree.