Mas queriam caridades pindéricas? É preciso ter classe!

http://omocho.azurara.net/blog4/tias_car.jpg1-Confesso que não sou muito a favor da caridade pindérica. É preciso ter classe , como se verifica, aliás,  na imagem. Falando a sério as instituições precisam de encontrar parceiros e isso por vezes não se compadece com certas posturas. Só que … existem limites para tudo

2-Esta coisa da caridade tornou-se um negócio de muitos milhares. Constantemente surgem notícias de desvios, de verbas mal aplicadas, de roupa doada que aparece nas feiras, de alimentos deitados fora….

3- E com tias como estas, ou as Jonets deste país pior.

4-O negócio chegou a situações de pressão via marketing telefónico. As bases de dados vão sendo disponibilizadas, (trocadas ou vendidas), criam-se instituições e é telefonar.. telefonar. Parecem a MEO. E ao que parece os funcionários ganham em função dos donativo.

5-Com a brincadeira todas são prejudicadas e as instituições sérias acabam por ver os apoios reduzidos.

Mas olhem vamos brincar à caridadezinha…

Bookmark the permalink.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

This blog is kept spam free by WP-SpamFree.