Em Mangualde autarcas discutem Barragem de Girabolhos e as suas implicações

Com o objetivo de debater o impacto da Barragem de Girabolhos, a Câmara Municipal de Mangualde acolheu, na passada quarta-feira, a reunião entre os autarcas dos concelhos afetados por esta barragem. Assim, na reunião marcaram presença João Azevedo, autarca de Mangualde, Luis Tadeu, autarca de Gouveia, Carlos Camelo, autarca de Seia e José Borges da Silva, autarca de Nelas.

Imagem da reunião de autarcas

 A construção da Barragem de Girabolhos encontra-se na primeira fase e os autarcas pretendem criar uma associação intermunicipal em torno dela para se fazerem ouvir a ‘uma só voz’ junto da tutela e da empresa concessionária da barragem, e defender assim os interesses da região afetada. Esta ideia, ainda em fase embrionário, contempla o acompanhamento do plano de ordenamento da barragem.

 É de salientar que o investimento na Barragem de Girabolhos é de 430 milhões de euros, para além dos 47 milhões que já foram pagos ao Estado Português pela concessão da exploração e prevê-se que a obra esteja concluída em 2018. A construção da barragem de Girabolhos envolve os concelhos de Mangualde, Gouveia, Nelas e Seia.

Tagged . Bookmark the permalink.

3 Responses to Em Mangualde autarcas discutem Barragem de Girabolhos e as suas implicações

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *


This blog is kept spam free by WP-SpamFree.