Não percebi. A questão dos 10 milhões foi em Portugal… não foi no CDS!

Fonte : DN.

E assim o CDS entala o Passos. Passos Coelho afirmou que nada sabia e que não era uma questão política. Ofendeu gravemente António Costa. Afirmou que era tudo uma invenção. Afinal:

1-É mesmo uma questão política.Não foram os administradores…
2-Mas é uma questão do governo e não do CDS.
3-E quem paga os impostos que se tenham perdido?
4-E então a ministra e o Passos não sabiam? AH não sabia!!!!! Nunca sabe de nada ….
5-E a lista VIP? Que aparentemente esteve neste problema? Também não sabiam?

 

Em votos é sempre a cair mas em renovação de deputados é sempre a andar

Cá pelo distrito depois de uns resultados fraquinhos nas legislativas e com perspectivas ainda piores nas autárquicas continuamos a vê-los passar.

Na câmara de Viseu a fama já vem de longe: esgota-se a lista. Na assembleia, depois de um excelente, magnífico , notável trabalho como deputado da nação, temos o AB como administrador das Águas do Douro e Paiva. Parabéns. Os filmes das intervenções, pela seu brilhantismo e raridade serão elementos de colecção valiosos em breve.

Assim temos o distrito com um trio de deputados maravilha: MM; JC; LS e dentro em breve já vamos no sétimo da lista. Com tanta mudança acho que a JS devia lutar por viagens da TAP para Viseu. Não há pachorra.

E as obras continuam

Agora na Abrunhosa do Mato

“João Azevedo destaca a existência de «um plano de investimentos que mudará o paradigma da atividade municipal e que se focará no investimento só possível porque conseguimos equilibrar as contas do município. Os 7 milhões de obras a concurso e que pretendemos executar ainda este ano é uma parte do plano de investimentos que queremos para garantir o futuro sustentado do concelho para promover a qualidade de vida dos mangualdenses»”

Os órfãos do anterior presidente continuam na mesma. Não aprendem.

Acredito nas pessoas e acredito em mudanças. Só que… têm de ser capazes de fazer a ruptura…. Mas como continuam a ser os mesmos órfãos políticos de sempre  facilitam as coisas.

Em Março de 2015 referi que a propósito inauguração da ETAR de Santa Luzia, visitou Mangualde o secretário de estado dos Pafiosos, Paulo Lemos. Veio e disse:

Inauguração da Etar

Na cerimónia, Paulo Lemos felicitou o autarca mangualdense pela iniciativa, salientando ‘o grande emprenho da autarquia nas questões ambientais, na aposta contínua na qualidade de vida dos cidadãos e na aposta da criação de um município mais competitivo’. O Secretário de Estado do Ambiente acrescentou que ‘esta obra, de dinheiros próprios da autarquia, é uma prova de maturidade e empenho em obras prioritárias’. Paulo Lemos deixou ainda o desejo de ‘com as candidaturas ao plano Portugal 2020, na qual existe uma parte dedicada ao ambiente, ver a construção desta ETAR concluída ainda no seu mandato’.

É a vida rapaziada… Quando os vossos chefes desmentem o vosso discurso…

Que tal uma consulta serviços do IPMA?

Mas temos mais . Ora leiam aqui. E se querem a história toda, mas mesmo todinha…. qualquer dia cá aparece.

Eis as razões que preocupam a PAF e explicam a campanha… Défice em 2,1???????

São estas notícias que causam a tensão alta dos pafiosos e o ataque desesperado a Centeno. “Este crescimento de 1,8% é mesmo o mais elevado desde o segundo semestre de 2010.”

PIB português cresce acima da média da União Europeia e da Zona Euro

Pelo segundo trimestre consecutivo o PIB português regista um crescimento em cadeia (variação face ao trimestre anterior) acima da média registada para esse mesmo indicador quando se consideram os países da União Europeia ou da Zona Euro para os quais já há informação estatística. No quarto trimestre junta-se à variação em cadeia a variação homóloga que com os 1,9% fica acima dos 1,7% apurados para a Zona Euro e dos 1,8% apurados para a União Europeia. Na comparação com o principal parceiro económico, a Espanha, a economia portuguesa continua a registar menor dinamismo, contudo esse diferencial tem vindo a diminuir significativamente ao longo do ano. No primeiro trimestre de 2016 a economia espanhola crescia mais 2,5 pontos percentuais do que a portuguesa enquanto que no último trimestre do mesmo ano esse diferencial tinha encurtado para menos de metade: 1,1 pontos percentuais.

A economia portuguesa está, no final de 2016, a acrescer mais do que a economia Alemã, Francesa, Italiana, Belga, Grega entre outras. Veja a tabela comparativa aqui.

Mas temos mais – A confirmarem-se os números…. ai JASUS

Mário Centeno anuncia que défice de 2016 vai ficar abaixo da meta orçamentada, não ultrapassando os 2,1% do PIB. Nem eu quero crer.