Natal 2015 em Mangualde

CMM

A Câmara Municipal de Mangualde convida-o/a a vivenciar o Natal no concelho e preparou um programa dedicado a esta quadra. Assim, de 1 de dezembro a 9 de janeiro, são inúmeras as propostas que a autarquia tem para si no âmbito do «Natal em Mangualde 2015».

 Amanhã, 1 de dezembro inaugura o Presépio de Natal, na Capela da Nossa Senhora do Rebelo, e vai manter-se durante toda a época natalícia. No dia 8 de dezembro, o centro da cidade vai ser inundado pela iluminação de natal, trazendo mais brilho a esta quadra. A Animação de Rua de Natal também não vai faltar, nos dias 12 e 13 e de 19 a 22 de dezembro, no Largo Dr. Couto.

Estamos numa época dedicada à família, às crianças. Assim, nos dias 16 e 17 de dezembro, o Auditório do Complexo Paroquial acolhe a Festa de Natal das crianças «Um Conto de Natal» destinada aos alunos do Pré-Escolar e 1º Ciclo do Ensino Básico, respetivamente. No dia 16 será realizada uma sessão única, às 14h30, e no dia 17, uma às 10h00 e outra às 14h30. No dia 18 de dezembro, às 14h30, a CPCJ – Comissão de Proteção de Crianças e Jovens de Mangualde promove a iniciativa «Vamos ao Cinema» e o Agrupamento de Escolas de Mangualde organiza no dia 19 de dezembro, às 21h00, no Auditório da Biblioteca Municipal, uma Festa de Natal em Família.

Mas o natal é também uma época de partilha e de entreajuda e por isso as habituais campanhas de solidariedade não podiam ficar fora do programa. De 1 a 18 de dezembro pode entregar brinquedos no Átrio da Câmara Municipal de Mangualde, no âmbito da campanha ‘Por um Sorriso’. Uma iniciativa com o objetivo de recolha/doação de brinquedos às crianças das famílias mais desfavorecidas do Concelho que estejam sinalizadas no âmbito da Ação Social. No dia 9 de janeiro, às 21h00, a Igreja do Complexo Paroquial acolhe o Concerto de Ano Novo Solidário, com atuação da Orquestra POEMA.

Sendo o Natal um hino à cultura, às tradições, vão realizar-se várias exposições, concertos e teatros de natal. A Biblioteca Municipal Dr. Alexandre Alves acolhe até dia 2 de dezembro, a exposição Pontos & Encontros e de 1 de dezembro a 6 de janeiro, a exposição de Presépios particulares de mangualdenses. A nível musical as propostas são várias: Músicas de Natal, pela The Soul Orquestra, no dia 13 de dezembro, às 21h00, no Auditório da Biblioteca Municipal, a audição de Natal do ensino Articulado de Música, a 16 de dezembro, 17h00, no Auditório da Biblioteca Municipal e o Concerto RaoKyao, no dia 20 de dezembro, às 14h30, na Igreja Complexo Paroquial de Mangualde. No âmbito das iniciativas Livro sobre Rodas «A todos um Bom Natal» e Biblioteca para Avós «A todos um Bom Natal» realizar-se-á a dramatização “O acidente do Pai Natal”. Assim, de 1 a 15 de dezembro, em teatro itinerante, a Biblioteca Municipal vai aos Jardins Escola do concelho e de 14 a 18 de dezembro, aos Lares e Centros de Dia. Diariamente, de terça a sexta-feira, com marcação prévia, a partir das 10h30, poderá ainda assistir à Hora do Conto na Biblioteca Municipal em que estará em destaque a obra ‘O boneco de Neve’, de Raymond Briggs.

A autarquia mangualdense deseja a todos boas festas!

E o homem da “regisconta” está sempre lá

Sempre no lugar certo

Ora mais um lugarzinho. Mas sejamos honestos : o homem merece. Então ele serve o governo Sócrates , negociando as PPRs. Depois, serve Passos renegociando as mesmas PPR. Ora de um lado ora do outro. Ele privatiza até às cinco para  a meia noite. Ele até privatiza empresas em que o estado fica com os ónus em caso de não pagamento. E agora até vai privatizar aquilo que o seu governo não conseguiu fazer. Portanto tem de ser pago…, melhor muito bem pago…

Câmara de Mangualde antecipa pagamento de 700 mil euros

A operação de saneamento financeiro em curso na autarquia mangualdense deu mais um passo em frente.  Mangualde pretende resolver de vez o problema da dívida e da herança da governação autárquica do PSD.

A Câmara Municipal de Mangualde realizou, este mês de novembro, uma operação financeira que visou o pagamento antecipado de mais de 700 mil euros do empréstimo do saneamento financeiro. O bom desempenho e a eficiência financeira da autarquia têm permitido uma gestão eficaz dos dinheiros públicos, o que perspetiva desde já, a possibilidade de uma eventual reprogramação do Plano de Assistência Financeira.

 O edil mangualdense João Azevedo considera que “face ao bom desempenho financeiro da autarquia e a uma gestão eficiente dos dinheiros públicos, caminhamos a passos largos para uma consolidação do equilíbrio e da sustentabilidade financeira, estando a autarquia a ponderar solicitar às entidades competentes a reprogramação do Plano de Assistência Financeira para que possamos sair da “troika” antes 2026”. É de salientar que o empréstimo de 2 milhões e 500 mil euros de saneamento está englobado no plano de assistência financeira à autarquia mangualdense que ficará concluído em 2026.

 

Temos governo

Sem grandes surpresas mas de forma rápida . Afinal Cavaco tanta demora ….. Costa como sempre rápido e decidido.

Alguma expectativa, muita confiança. mas não gosto muito de tantos académicos. Este governo tem de ser essencialmente político. Vamos a ver a escolha dos Secretários de estado.

Primeiro-ministro – António Costa

Ministro das Finanças – Mário Centeno

Ministro Adjunto – Eduardo Cabrita

Ministro dos Negócios Estrangeiros – Augusto Santos Silva

Ministra da Presidência e da Modernização Administrativa – Mª Manuel Leitão Marques

Ministra da Justiça – Francisca Van Dunem

Ministra da Administração Interna – Constança Urbano de Sousa

Ministro da Defesa – Azeredo Lopes

Ministro do Planeamento e Infraestruturas – Pedro Marques

Ministro da Economia – Manuel Caldeira Cabral

Ministro da Trabalho, Solidariedade e Segurança Social – José António Vieira da Silva

Ministro da Saúde – Adalberto Campos Fernandes

Ministro da Educação – Tiago Brandão Rodrigues

Ministro da Ciência Tecnologia e Ensino Superior – Manuel Heitor

Ministro do Ambiente – João Pedro Matos Fernandes

Ministro da Agricultura – Capoulas Santos

Ministra do Mar – Ana Paula Vitorino

Ministro da Cultura – João Soares

Secretária de Estado Adjunta do Primeiro-ministro – Mariana Vieira da Silva

Secretário de Estado dos Assuntos Parlamentares – Pedro Nuno Santos

Ministro da educação

Tiago Brandão Rodrigues

Encaro com alguma esperança de uma atuação positiva o nome do ministro da educação. Fazer melhor que o Crato é fácil.

No entanto, mantenho a ideia de sempre. O ministério da educação precisa de pessoas com experiência de “aulas” e experiência de escola pública não universitária.

Não é o caso. Espero que os secretários de estado tenham peso político necessário e essa experiência

 

Em prol de uma sociedade mais justa, livre de todos os comportamentos violentos e discriminatórios, a Câmara Municipal de Mangualde assinalou, no passado sábado, dia 21 de novembro, o Dia Internacional para a Eliminação da Violência Contra as Mulheres com um café-debate. «O Município de Mangualde tem mantido na sua agenda de políticas o combate às desigualdades entre mulheres e homens e um trabalho empenhado e sério na luta contra a violência de género» referiu o Presidente da Câmara Municipal de Mangualde, João Azevedo, na abertura da sessão. Foram muitas as pessoas que se dirigiram ao edifício do CIDEM – Centro de Inovação e Dinamização Empresarial de Mangualde, que se prolongou por três horas e meia devido ao intenso debate e discussão, que obrigou mesmo ao adiamento da sessão de Defesa Pessoal para mulheres prevista para o mesmo dia.

Mangualde

PROGRAMA DE AVALIAÇÃO DE RISCO, INSTRUMENTO FUNDAMENTAL PARA EVITAR OS CONHECIDOS RISCOS ACRESCIDOS DAS MULHERES QUE APRESENTAM QUEIXA

O Comandante do Posto Territorial da GNR do Sátão, 1º Sargento Rui Coelho, apresentou de forma detalhada as respostas e os procedimentos que esta unidade tem implementado, revelando que foi uma das primeiras do país a aderir ao programa de avaliação de risco, instrumento fundamental para evitar os conhecidos riscos acrescidos das mulheres que apresentam queixa. Apontaram-se também dificuldades e algumas disfunções do sistema, designadamente a morosidade dos processos judiciais, as limitações das medidas de afastamento do agressor, e o expediente de “suspensão provisória dos processos” que desencorajam e produzem uma falta de confiança das vítimas na justiça.

 

VIOLÊNCIA É A PONTA DO ICEBERG OU A FOLHAGEM DE UMA ERVA DANINHA, QUE TEM NAS SUAS RAÍZES AS DESIGUALDADES DE GÉNERO

Rosa Monteiro, professora no Instituto Superior Miguel Torga e investigadora no Centro de Estudos Sociais da Universidade de Coimbra, especialista nas questões da igualdade de género e nas políticas públicas de âmbito local e nacional nestas matérias, apontou vários pontos críticos que têm determinado a persistência da violência contra as mulheres e a pouca efetividade das políticas e mecanismos criados desde o I Plano Nacional contra a Violência, em 1997, ou desde que foi considerado crime público em 2000. Lembrou que a violência é a ponta do iceberg ou a folhagem de uma erva daninha, que tem nas suas raízes as desigualdades de género e as profundas assimetrias de poder simbólico e material que sujeitam e subjugam as mulheres. Sublinhou a importância da Convenção de Istambul, o primeiro instrumento legal da UE nesta matéria, que representa uma mudança de paradigma. Por exigir intervenção sobre outras formas de violência para além daquela que acontece nas relações de intimidade (atuais ou passadas), mas também a violência sexual (violação, assédio, stalking), a escravatura, as práticas danosas como os casamentos forçados, a cyberviolência e o sexting. Por reclamar o envolvimento de novos atores no combate a estas formas de violência, como as autarquias, comunicação social (é inadmissível continuar a chamar “crime passional” aos femicidios), empresas, profissionais de saúde e de educação. Chamou a atenção para o isolamento da vítima ao longo de todo o processo e das falhas dos sistemas de proteção das mulheres, por exemplo, depois da apresentação de queixas. Deu o exemplo do estudo do CES que revelou que em cada 100 sentenças, 30 resultam em absolvições, e das 70 condenações quase 90% são de pena suspensa. O que se faz para proteger a vítima quando se coloca o agressor em liberdade, questionou a especialista. No debate, membros e parceiros do CLAS de Mangualde, sublinharam a importância de um trabalho intersectores, com enfoque na prevenção, através da educação e sensibilização.

 OBJETIVO: ALERTAR A SOCIEDADE PARA OS VÁRIOS CASOS DE VIOLÊNCIA CONTRA AS MULHERES

O Dia Internacional para a Eliminação da Violência Contra as Mulheres celebra-se todos os anos a 25 de novembro e a Câmara Municipal de Mangualde tem assinalado a data como forma de alertar a sociedade para os vários casos de violência contra as mulheres, nomeadamente casos de abuso ou assédio sexual, maus tratos físicos e psicológicos. De realçar que em média, uma em cada três mulheres é vítima de violência doméstica. Assim, no evento serão debatidas perspetivas e olhares sobre a violência doméstica, quer pela parte de experientes profissionais que apoiam diretamente estas vítimas, quer pela parte de especialistas sobre a temática.

Recordamos que, segundo a APAV – Associação Portuguesa de Apoio à Vítima, o fenómeno da violência contra as mulheres abrange vítimas e agressores de todas as condições, estratos sociais e económicos, tal como os seus agressores. De acordo com os dados da Associação, as mulheres representam mais de 81% das pessoas atendidas na sua rede nacional de 15 Gabinetes de Apoio à Vitima.

Em 1999, as Nações Unidas (ONU) designaram oficialmente o dia 25 de novembro como Dia Internacional pela Eliminação da Violência Contra as Mulheres e desde então tem-se celebrado este dia pelo mundo. A data está relacionada com a homenagem a Tereza, Mirabal-Patrícia e Minerva, presas, torturadas e assassinadas em 1960, a mando do ditador da República Dominicana Rafael Trujillo.

Mandatários concelhios da candidatura Sampaio da Nóvoa

No dia 19 de Novembro, apoiantes da candidatura de Sampaio da Nóvoa a Presidente organizaram um jantar de apresentação do mandatário concelhio de Mangualde, Rui Ardérius e da mandatária concelhia para a juventude Inês Coelho.

Inês Coelho e Rui Ardérius

Rui Manuel Moreira Ardérius , com 62 anos , médico , é uma personalidade que representa bem os valores da campanha de Sampaio da Nóvoa.

É coordenador da UCSP – Mangualde, (Centro de Saúde), Assistente Graduado Sénior em Medicina Geral e Familiar e Vereador eleito como independente nas listas do Partido Socialista para a Câmara Municipal de Mangualde, onde assume o pelouro da Saúde.

Inês Maria da Silva Coelho, 25 anos, independente é a mandatária para a juventude da candidatura de Sampaio da Nóvoa no concelho de Mangualde

Licenciada em Direito  com Pós-Graduação em Direito Internacional e Relações Internacionais, é uma jovem que desde muito nova assumiu uma intervenção no movimento associativo e uma intensa participação cívica. Foi Presidente da Associação de Estudantes da Escola Secundária Felismina Alcântara e em 2007, embaixadora da equipa de deputados da ESFA no Parlamento Europeu de Jovens, tendo dirigido a equipa na sessão nacional e internacional em Potsdam, Alemanha. Ocupou cargos da estrutura local e distrital da Juventude Socialista. É Estagiária no Gabinete de Assessoria Jurídica no Instituto Nacional de Medicina Legal e Ciências Forenses I.P., Coimbra (Portugal). Assume também a sua condição de fadista de reconhecido sucesso no grupo Fad’Out.

Com a presença de dezenas de amigos e apoiantes o encontro possibilitou a visualização de uma mensagem enviada por Sampaio da Nóvoa em que destacou a necessidade de uma política de mudança, que combata a desertificação do interior e que aposte na educação e na inovação. Foi também recebida uma mensagem de apoio de Elza Pais à candidatura e aos mandatários. Os dois mandatários salientaram a importância das eleições presidenciais para o futuro dos portugueses em geral e dos jovens em particulares e apelaram para a mobilização dos apoiantes em torno de uma candidatura que tem todas as condições para vencer.