Meus caros . A principal causa de termos uma doença oncológica é estarmos vivos.

Um em cada três portugueses vai ter um cancro ao longo da sua vida. E depois de 2050 metade da população enfrentará a doença.( Fonte Público)
Estou fartinho dessas correntes de solidariedade e de apoio que por aí andam.  Os sobreviventes não são guerreiros, nem vitoriosos, nem venceram.
E os que que morreram, não perderam, nem foram menos guerreiros que os outros. E andar a sorrir não cura o cancro. O cancro não tem cura ponto. Às vezes temos uma sorte do caraças e a moléculazinha vai funcionar com uns e com outros não. Apenas isso .
É uma doença crónica, como qualquer outra, e que a quase todos vai afectar. Existem doenças piores, podem ter a certeza.
Os doentes não têm culpa de estar doentes. Ainda por aí uma linha que nos tenta dizer: Estás doente porque fumaste, porque foste à praia, porque comeste enchidos… etc etc etc… Ou seja, tenta colocar a culpa no comportamento do doente. E não te curas porque não tens uma atitude positiva perante a doença. TRETAS. A atitude ajuda a ter qualidade de vida, mas não cura nada.Ficamos com cancro apenas e simplesmente porque estamos vivos! Porque respiramos. Apenas isso.
Mas o que os doentes precisam é de outra coisa. Não é de caridadezinha nem de ligas inoperantes.Mesmo a LPC só começou a acordar para a realidade recentemente. Os doentes precisam que os seus direitos sejam defendidos durante o tratamento e depois do mesmo. Precisam de segurança no emprego e  de facilidade nos transportes. Não têm de ser obrigados a fazer parte das jogadas de transportadores, que metem meia dúzia nos carros, e obrigam o paciente  a estar o dia todo  no hospital. Precisam de ter acesso aos tratamentos mais eficazes. Precisam sim de despiste da doença mais cedo. O mais cedo possível. E hoje isso é possível. Tal como somos vacinados, devíamos obrigatoriamente ter testes desde muito cedo.Isso sim é prevenção.
Depois, quando regressam ao trabalho, as coisas mudam. A força não é a mesma. A necessidade de paragens e repouso por exemplo são diferentes. Não se pode admitir por exemplo que na função pública obriguem doentes a trabalhar em fim de vida. Ou que coloquem professores a ter horário completo, enquanto chegam carradas de colocados à escola em mobilidade por doença por terem unhas encravadas ou verem mal a conduzir à noite. E que nada farão durante o ano. Ou que na privada se tentem despedir pessoas, ou  despachá-los para trabalhos menores.
Os doentes precisam de informação, mas de informação concreta sobre sintomas, sobre problemas, sobre como resolver situações do dia a dia. E isso não existe. São sempre os mesmos textos que nada dizem, é sempre a tentativa de esconder o problema. O doente tem o direito a saber tudo. A partir daí cada um tem a sua forma de encarar a doença. Não é obrigatório que todos sigam a mesma cartilha. Cada um enfrenta à sua maneira. Não é crime chorar. Não piora a doença por não andar sempre feliz e a ter espírito positivo.   Não precisam de curas milagrosas, nem de correntes da felicidade, nem de sessões de prevenção em lares de terceira idade.
Desculpem os que se sintam ofendidos e que entram nessas coisas cheios de boa vontade. Mas ajudem antes o vosso amigo ou o vosso vizinho.  A sério. Nem imaginam o bem que faz um simples toque no braço.

Festas da cidade 2017

Festas

De 27 de agosto a 3 de setembro, Mangualde prepara-se para receber milhares de pessoas nas Festas da Cidade , organizadas pela Câmara Municipal de Mangualde. Muita música, animação e atividades desportivas são as iniciativas de um evento que, ano após ano, atrai milhares de visitantes.

 O certame começa na noite de 27 de agosto, com a Noite das Escolas de Mangualde. Na noite seguinte, sobem ao palco os Melody Guys e a Banda Índice. Dia 29, os protagonistas da noite são Musicando e Banda VM. A Banda Capitão Mondego vai animar a noite de dia 30, e dia 31 a animação fica a cargo do Quinteto de Acordeões e o Grupo Kapittal. Na sexta-feira, 1 de setembro, sobe ao palco a Banda TIME e o cabeça de cartaz, Toy & Amigos.

No sábado, 2 de setembro, a animação começa cedo com uma Largada de Pombos, em parceria com a Sociedade Columbófila de Mangualde. Durante a tarde os visitantes podem assistir ao VIII Torneio Jovem de Xadrez e ao Torneio de Veteranos do Grupo Desportivo de Mangualde, bem como à atuação de Tiago Marques. Neste dia atuam Ranchos Folclóricos “Os Camponeses de Mesquitela” e “Os Azuraras de Quintela”, o Grupo Alta Definição, e Mickael Carreira termina a noite em grande no Largo. Dr. Couto.

No dia 3, último dia da festa, o dia arranca com o Concurso Nacional de Pesca Desportiva “Cidade de Mangualde” e com a Largada de Perdizes, Faisões e Patos Bravos. Bandas Filarmónicas, Ranchos Folclóricos, a Alcatuna e o Grupo de Concertinas de Mangualde são as apostas para animar a tarde de domingo. Ao final da tarde, a gastronomia passa a ser a protagonista durante o VIII Festival de Sopas de Mangualde. A noite termina em grande com o Grupo One Vision Tributo a Queen e o Grupo Uskadkasa.

A programação das Festas da Nossa Senhora do Castelo, que decorrem de 7 a 10 de setembro, é da responsabilidade da Santa Casa da Misericórdia de Mangualde.

FESTAS DA CIDADE  2017

De 27 de agosto a 3 de setembro

Centro de Mangualde

 Domingo, 27 de agosto

21h30 | Noite das Escolas de Mangualde (Largo Dr. Couto)   – Orquestra Juvenil Mais Música do Agrupamento de Escolas de Mangualde

Segunda-feira, 28 de agosto

21h30 | Melody Guys (Largo Dr. Couto)

22h30 | Banda Índice (Largo Dr. Couto)

Terça-feira, 29 de agosto

21h30 | Musicando (Largo Dr. Couto)

22h30 | Banda VM (Largo Dr. Couto)

Quarta-feira, 30 de agosto

21h30 | Banda Capitão Mondego (Largo Dr. Couto)

Quinta-feira, 31 de agosto

21h30 | Quinteto de Acordeões (Largo Dr. Couto) –  Abel Moura, Nancy Brito, Bruno Cabral, Nuno Silva, Filipa Costa

22h30 | Grupo Kapittal (Largo Dr. Couto)

Sexta-feira, 1 de setembro

21h30 | Banda TIME (Largo Dr. Couto)

22h30 | Toy & Amigos (Largo Dr. Couto)

23h45 | Banda TIME (Largo Dr. Couto)

 Sábado, 2 de setembro

09h00 | Largada de Pombos (Largo Dr. Couto) –    Sociedade Columbófila de Mangualde

14h30 | VIII Torneio Jovem de Xadrez (Largo do Rossio)

16h00 | Tiago Marques
17h00 | Torneio de Veteranos – Grupo Desportivo de Mangualde – Cidade de Mangualde (Estádio Municipal)

17h00 | Atuação de Ranchos Folclóricos (Largo do Rossio)

Rancho Folclórico “Os Camponeses de Mesquitela” ;    Rancho Folclórico “Os Azuraras de Quintela”

21h30 | Grupo Alta Definição (Largo Dr. Couto)

22h30 | Mickael Carreira (Largo Dr. Couto)

23h45 | Grupo Alta Definição (Largo Dr. Couto)

 Domingo, 3 de setembro

08h00 | Concurso Nacional de Pesca Desportiva “Cidade de Mangualde” Casa do Povo de Mangualde

08h00    | Largada de Perdizes, Faisões e Patos Bravos – Clube de Caça e Pesca

15h00 | Atuação de Bandas Filarmónicas (Largo do Rossio)

Associação Humanitária e Cultural de Abrunhosa-a-Velha;     Sociedade Filarmónica de Tibaldinho;     Sociedade Filarmónica Lobelhense

16h30 | Atuação de Ranchos Folclóricos (Largo do Rossio);        Rancho Folclórico “Coração da Beira” – Lg. do Rossio;     Rancho Folclórico “Os Rouxinóis do Dão” de Fagilde – Lg. do Rossio

17h30 | Alcatuna (Largo do Rossio)

18h30 | Grupo de Concertinas de Mangualde (Largo do Rossio)

18h30 | VIII Festival de Sopas de Mangualde (Largo do Rossio)

21h30 | Grupo One Vision Tributo a Queen (Largo Dr. Couto)

23h00 | Grupo Uskadkasa (Largo Dr. Couto)

IV Encontro Gastronómico de Abrunhosa–a-Velha promove sabores tradicionais da região

5 DE AGOSTO, 17H00, CENTRO DA ALDEIA

A gastronomia tradicional do concelho está de volta em mais um Encontro Gastronómico de Abrunhosa-a-Velha. A iniciativa, que já vai na sua 4ª edição, realiza-se no dia 5 de agosto, a partir das 17h00, no Centro da Aldeia.

A iniciativa, promovida pela Junta de freguesia de Abrunhosa-a-Velha, conta com a colaboração da Câmara Municipal de Mangualde, do grupo Desportivo e Recreativo de Vila Mendo de Tavares, da Associação Humanitária e Cultural de Abrunhosa-a-Velha, do Estrela do Mondego Futebol Club, do Centro Paroquial de Abrunhosa-a-Velha, do Racho de Carnaval da freguesia de Abrunhosa-a-Velha e das Marchas dos Santos Populares de Abrunhosa-a-Velha e com o patrocínio do Hotel Mira Serra, da COAPE e da Quimirep.

 

Arraial Sénior. Dia dos Avós

Cerca de 500 seniores e avós do concelho de Mangualde participaram, no passado dia 26 de julho, no “Arraial Sénior”, festa comemorativa do Dia dos Avós. A iniciativa, organizada pela Câmara Municipal de Mangualde, teve lugar no Monte Nossa Senhora do Castelo. O Presidente da Câmara Municipal de Mangualde, João Azevedo, e a Vereadora Maria José Coelho, marcaram presença neste convívio.

Componente religiosa

Os comes e bebes

O arraial

A tradição voltou a cumprir-se em Mangualde e nesta quarta-feira foram muitos os avós e netos que não faltaram à festa. O certame arrancou às 11h00 com a celebração eucaristia, seguido de um almoço com troca de merendas. O “Arraial Sénior” estendeu-se pela tarde fora, com muita música, animação e belos momentos de convívio.

A Câmara Municipal de Mangualde encara a celebração deste dia como uma festividade intergeracional, de convívio entre avós e netos, sendo assim uma forma de homenagem, de demonstração de carinho e apreço por todos os avós. Celebrar o Dia dos Avós significa celebrar a experiência de vida, reconhecer o valor da sabedoria adquirida, não apenas nos livros, nem nas escolas, mas no convívio com as pessoas e com a própria natureza.

 

‘Em Quarto Crescente: Noites de encontros com as artes em mente’- Afinal os Mangualdenses gostam de cultura

O Largo Dr. Couto foi palco da primeira noite da edição deste ano da iniciativa ‘Em Quarto Crescente: Noites de encontros com as artes em mente’, promovida pela Câmara Municipal de Mangualde. Cerca de 500 pessoas encheram o Largo para assistir ao espetáculo que contou com teatro, música, dança e comédia.

A edição deste ano é dedicada à celebração do 20º aniversário da Biblioteca Municipal Dr. Alexandre Alves. Sob o mote “1997 – 2001: A infância da Biblioteca”,

MANGUALDE JÁ ESTÁ “EM QUARTO CRESCENTE”

Noites de encontros com as artes em mente arrancam com casa cheia

Quarto crescente

Quarto crescente

Quarto crescente

Projecto Dou Mais Tempo à Vida – “Mulheres de Rosa” – 25 de Junho

Cartaz

Tertúlia Vivida é o nome da actividade de sensibilização das “Mulheres de Rosa” que se realiza no dia 25 de Junho pelas 16:00h no jardim da Espiga, no Bairro da Gândara. Porque todos nós desconhecemos o dia de amanhã, porque informação nunca é demais, porque é sempre bom ouvir quem já passou por esta luta que é o cancro.

Com esta acção pretende-se uma comunidade mais desperta para a prevenção do cancro no homem e na mulher.